quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Ai que calor!!!

Ontem apresentei minha coleção de leques no programa da Olga Bongiovanni na TV Gazeta.

Há uma lenda que conta que a filha de um poderoso mandarim foi assistir a Festa das Lanternas, onde milhares de velas são acesas. Com o calor, ela sentiu-se mal e discretamente tirou sua máscara para abanar-se com ela. Isso era inadmissível e, como moça era querida e respeitada, foi imitada por todas as outra mulheres, que dessa forma a protegeram. Teria, então, nascido o leque.

Na Índia, o leque era fabricado com folhas de lotus, de bananas, e de palmeiras; seu nome era "pukk'la".

Os chineses e japoneses construíam, e ainda constróem, o leque com penas de pavão.

No Egito, o leque é tudo na vida: é o emblema de felicidade o do repouso.É fabricado com penas de avestruz.

Na Turquia, o leque é muito empregado nos "harens": os escravos agitam-nos lentamente em volta das mulheres estendidas indolentemente sobre almofadas.

Na França, o leque foi posto em moda por Catherina de Medici. Os perfumistas vendiam-nos perfumados.

"Há tantos modos de se servir de um leque que se pode distinguir, logo à primeira vista, uma princesa de uma condessa, uma marquesa de uma roturière. Aliás, uma dama sem leque é como um nobre sem espada."
Frase de Madame de Stäel, uma dama da sociedade francesa, a respeito do leque.


Para quem não assistiu o programa, aí vai um slide que fiz dessas preciosidades:









Nadinha Mara

6 comentários:

Dai disse...

Gostei muito de saber mais sobre os leques. Particularmente, só uso para Tai Chi, mas os acho magníficos.
Sua coleção é um charme...um mais lindo que o outro!
Apaixonantes...assim como tudo que é belo.

Beijocas.

Déia disse...

Que lindaaaaaa!!

Eu preciso de um leque urgente !!

bj

Pontes Hand Fan Collection disse...

Coleção Pontes de Leques Seculares: A coleção dedica-se ao estudo pesquisa e catalogação de leques históricos. Atualmente é a maior coleção de leques dos séculos XVII a XX fora de um museu.
http://pontescollection.blogspot.com/

Melanie Brown disse...

Lindos acessorios!!!


;)

Questão Fundamental disse...

Édo leque que surgiu a personagem pukka?

Anita disse...

Oi gurias,
Belas preciosidades, eu me interesso muito pela cultura oriental.
Um tempo atrás almoçamos em um restaurante Chinês e fiquei encantada com a decoração do lugar, tinha um leque enorme na parede, talvez medisse uns 2 metros. Era feito de bambú e renda nas cores vermelha e preta. Tu iria gostar, tenho certeza. Que pena... não estava à venda rsrsrs
Quando voltar lá vou fazer uma foto pra te mostrar. Ou quem sabe o dia que tu vieres ao sul... é no shopping de Caixias do Sul (serra gaúcha).


Bjuss